sexta-feira, 14 de março de 2008

Noites

(Dedicado à todos que vivem o teatro como sonho real por dentro)

Seríamos mais tranqüilos se dormíssemos toda noite, ao invés de resistirmos e ficarmos acordados.
Dormiríamos para sonharmos guiados por Morpheus.
Mas preferimos viver o sonho, desafiando deuses & encarando nossas sombras à qualquer momento.
Durante o dia parecemos distraídos, mas estamos bem acordados para ver os devaneios que nenhum outro percebe.

Nada é impossível.
Nada é distante.
Não se podem abrir olhos que não foram fechados.
Não se pode acordar enquanto não se dorme.
Tudo é vivido de olhos abertos e coração pulsante.
Tudo é sonho e realidade.
Vivemos tudo o que há para ser vivido,
E sonhamos.

2 comentários:

Lizzie disse...

Sonhar: nosso princípio e nosso fim. Ai,ai.

Paulo,
Em primeiro lugar, quero pedir sinceras desculpas pelo sumiço. Tive alguns probleminhas na hospedagem do blog e só há pouco tempo consegui resolver por completo. Agora [graças aos céus!] está tudo bem, e tudo em ordem.
Também venho aqui p'ra convidar-te a ir lá no blog, comemorar comigo as 112.000 visitas, das quais fizeste parte e sou muito grata.
Passa lá pra comer um bolinho comigo, ok? Te espero.

Beijocas.
www.lizziepohlmann.com

Lizzie disse...

Sabe, Paulo...
Eu vivo mesmo é a vida como sonho real por dentro.
Sou apaixonada por Teatro, e desde que vi uma adaptação de "Day by Day", fiquei mais encantada ainda. PEças adaptadas do Caio F, ou até mesmo "A divina comédia", do Dante... São incríveis. Teatro me dá orgasmo mental!


Não é impossível, não.
Não é distante, não. Concordo com você!
Beijocas, te adoro!
Feliz Páscoa!!!
www.lizziepohlmann.com